+ Mercado

Exportações industriais de São Paulo para os EUA atingem US$ 2,4 bi no primeiro tri, aponta estudo

Equipamentos de engenharia, sucos de fruta, geradores e aeronaves foram os produtos com maior crescimento de vendas

O Monitor do Comércio Brasil-EUA, elaborado pela Amcham Brasil, indica que a exportação de produtos brasileiros para os Estados Unidos atingiu o recorde de US$ 8,2 bilhões nos primeiros três meses de 2023, um aumento de 9% em relação ao mesmo período do ano passado. O resultado representa quase o dobro da taxa de crescimento das exportações brasileiras para o mundo (4,8%). Do total, o Estado de São Paulo foi responsável por US$ 2.404 bilhões, com destaque para produtos como Equipamentos de engenharia, sucos de fruta, geradores e aeronaves.

O levantamento da entidade abrangeu 231 categorias. Dentre os produtos brasileiros embarcados nos três primeiros meses de 2023, alguns números chamam a atenção, com destaque para as exportações industriais, que tiveram crescimento de 28,8% no primeiro trimestre desse ano na comparação com o mesmo período do ano passado.

Também chamam a atenção outros itens, como sucos de frutas ou de vegetais (253,9%), produtos residuais de petróleo e materiais relacionados (302,8%), veículos automóveis para transporte de mercadorias e usos especiais (253,2%), outros hidrocarbonetos e seus derivados halogenados, sulfonados, nitrados ou nitrosados (320,5%), motores e máquinas não elétricos, e suas partes (exceto motores de pistão e geradores) (759,0%),  celulose (5.210,3%), maquinas que trabalham por eliminação de metal ou outro material (1.045,5%), produtos de fiação (excluindo fiação elétrica isolados) e grelhas de esgrima (1400,9%), instrumentos musicais e suas partes e acessórios, discos, fitas e outros suportes de som ou semelhantes (836,2%), frutas, preservados e preparações (exceto sucos de frutas) (176,6%

Segundo o CEO da Amcham Brasil, Abrão Neto, “o comércio bilateral continua com um desempenho muito favorável. As exportações brasileiras seguem crescendo, na esteira do recorde registrado no ano passado. Já as importações tiveram aumentos expressivos em nove dos dez principais produtos da pauta, com a única exceção de petróleo e derivados.”

Principais modais de comércio  

O Monitor da Amcham trouxe, pela primeira vez, os principais modais utilizados no comércio entre Brasil e EUA. A partir de ambos os países, a via marítima é o canal mais relevante de exportação. O modal aéreo fica em segundo lugar, tendo maior representatividade nas importações brasileiras (31,6%), sobretudo de bens de mais alto valor agregado, como medicamentos.

Previsão para o ano de 2023  

A previsão da Amcham para o ano de 2023 é que o comércio entre o Brasil e os EUA alcance valores próximos aos recordes históricos observados em 2022. “O crescimento nas exportações e nas importações tem sido disseminado em vários produtos com participação relevante na pauta, o que deve contribuir para a vitalidade do comércio bilateral”, analisa o CEO da entidade.

A entidade avalia que cenário diferente deve ocorrer de forma importante apenas nas trocas de petróleo e derivados, principalmente gás natural, que tendem a não repetir o mesmo fôlego do ano passado.